Início / Sem categoria / Porque trair na internet é realmente um negócio rentável

Porque trair na internet é realmente um negócio rentável

Desengane-se quem acha que trair na internet é algo que não rende dinheiro (se não rendesse porque é que haveriam tantos sites de encontros extraconjugais?).

Claro que os sites não cobram todos os mesmos valores, as condições de acesso também são distintas, mas a verdade, nua e crua, é que quem recorre a um site de encontros infiéis, paga para o fazer.

Ou melhor, os homens que recorrem a sites para engates online, pagam. As mulheres, não!

Tal como informa um artigo escrito pelo Correio da Manhã, onde o Mulheres Infiéis foi mencionado, o negócio das traições movimenta mais de 800 milhões só na europa!

Porque trair na internet é realmente um negócio rentável

Mas porque recorrem as pessoas a sites de encontros?

Quase todos querem trair, ninguém quer ser apanhado. Vivemos numa sociedade em que muitas vezes a traição é motivo para divórcio, e na maior parte dos casos, quem mantém um amante não se quer divorciar.

Muitos casamentos não são felizes, não existe sexo, não existe companheirismo, não existe amor. Mas existem em muitos casos, filhos, amigos em comum, contas para pagar… e estes, são os motivos porque muitos casamentos infelizes ainda existem.

Trair na internet é simples, é eficiente, é barato e acima de tudo, os sites garantem através de softwares de encriptação que a privacidade de todos os membros é mantida sob sigilo.

Desta forma, quem procura um amante, pode fazê-lo sem ter de estar sempre a “olhar por cima do ombro” a ver se é ou não apanhado.

A tecnologia evoluiu de tal forma, que é possível criar um email alternativo só para se registar neste tipo de sites! Depois, basta terminar a sessão, limpar o browser do computador e é como se nada tivesse acontecido.

As pessoas já faziam isso nas redes sociais. Criavam perfis, mentiam sobre serem comprometidos e engatavam pessoas online para sexo sem compromisso.

Hoje, trair na internet já não é sinónimo de ter de mentir sobre o estado civil. Na verdade, ser casada é uma mais valia para quem procura amantes. Por quê? Porque simplesmente quem também tem um companheiro em casa, não vai criar “problemas” que coloquem o relacionamento de outra pessoa em risco.

Os encontros, esses ocorrem em hotéis, motéis ou pensões perto dos locais de trabalho, geralmente ao final do dia ou na hora do almoço.

As desculpas para os atrasos, são das mais elaboradas às mais estapafúrdias. E muitas pessoas desconfiam, e nem sequer querem confirmar se estão ou não a ser traídas, pois isso irá fazer com que despertem para a realidade: o casamento está a falhar.

Vamos ser sinceros… a traição existe desde os primórdios da humanidade. Os imperadores tinham várias mulheres… Só que até há bem pouco tempo, só os homens é que traiam.

Mas as melhores insurgiram-se e tornaram-se independentes, e capazes de fazerem o que quiserem e com quem quiserem.

Não me venham dizer que as pessoas não traiam antes da internet. Isso é uma mentira daquelas…

Só que antigamente, o acesso direto a pessoas que quisessem ter um amante não era tão rápido e discreto. Era preciso ter o trabalho de ir a um bar, pagar algumas bebidas, e tentar a sorte até que alguém dissesse que sim!

A tecnologia evoluiu, as pessoas evoluíram, e traição evoluiu… e trair na internet é só o princípio de um negócio que rende milhões por todo o mundo….

Vamos ver como irá ser daqui a 10 ou 20 anos!

 

MARCAR ENCONTROS AGORA

Por favor, preencha todos os campos e certifique-se de usar uma conta de e-mail válida, pois nós lhe enviaremos um e-mail de confirmação. Se depois de alguns minutos você não receber, verifique a pasta de spam, às vezes eles são desviados para lá.

Envia uma mensagem para o grupo

Veja Também

Regras de etiqueta no sexo que as mulheres devem saber

Regras de etiqueta no sexo que as mulheres devem saber

Contrariamente ao que possa pensar, a verdade é que existem diversas regras de etiqueta no …