Início / Sem categoria / Shibari – Tudo o que precisa saber sobre esta fantasia sexual

Shibari – Tudo o que precisa saber sobre esta fantasia sexual

Shibari - Tudo o que precisa saber sobre esta fantasia sexual

São cada vez mais as pessoas que se rendem ao maravilhoso mundo do Shibari, uma fantasia sexual japonesa.

Na verdade, o termo significa amarrar ou ligar, contudo, para os amantes de bondage ou BDSM, esta arte de amarrar é extremamente excitante.

Para quem não sabe, esta expressão tomou um sentido completamente diferente no século XX, quando o uso da corda (nawa – em japonês) começou a ser utilizada num contexto mais erótico.

Assim sendo, são cada vez mais as pessoas que se entregam ao prazer da dor (e em muitos casos da paralisia – já que não se conseguem mexer) provocada pelo Shibari.

Se não sabe como tudo funciona, não se preocupe. Hoje iremos abordar os pontos mais importantes deste mundo novo para milhares de pessoas.

Shibari: a arte do prazer com cordas

Pois bem, quando se fala em cordas, é pouco provável que alguém associe as mesmas a sexo ou erotismo.

Contudo, para a cultura japonesa, o bondage (Kinbaku) é um estilo de amarração sexual que envolve várias técnicas com nós (que vão das mais simples, ás mais complicadas).

Qualquer pessoa consegue implementar este tipo de fantasia na sua vida. No entanto, sabemos que muitas vezes existe um receio de que as coisas não corram bem.

Assim, o nosso principal conselho, passa essencialmente pelo fato de colocar de lado os receios que tem, e entregar-se sem medo.

De qualquer forma, se não gostar, não é obrigada a repetir. Mas, acredite que todas as pessoas que já se entregaram ao prazo do Shibari, não voltaram atrás.

Como se entregar ao prazer do Shibari

Na verdade, não é muito complicado, mas, deixamos-lhe um guia com 3 passos, para que comece hoje mesmo a ponderar colocar esta fantasia em prática.

1 – Preparação

Tal como qualquer arte japonesa, o Shibari precisa de alguma preparação.

Assim, para começar irá necessitar de duas ou quatro cordas de algodão ou juta (as mais utilizadas).

Se não conseguir comprar as cordas e quiser mesmo experimentar esta noite, pode usar lenços, écharpes ou mesmo uma gravata (não limite o seu prazer, deixe a imaginação voar).

2 – Tudo deve ser consentido

Independentemente de ser algo erótico, a verdade é que para que tudo corra pelo melhor é necessário que haja não só consentimento como confiança no parceiro.

Se os nós forem bem realizados, a verdade é que irá ficar completamente paralisada e à mercê do seu companheiro, por isso definam à partida quais as regras.

Se já estiverem habituados ao BDSM, as regras podem manter-se as que foram previamente definidas.

Tenha ainda em consideração que a ideia por detrás do Shibari é amarrar para embelezar, por isso, é normal que os seis, cintura e ancas fiquem um pouco marcados.

3 – Confiança

A confiança é também um ponto importante. Assim, o nosso conselho é que não se entregue à arte da amarração se não conhecer bem ou confiar a 100% na pessoa com quem está.

Esta técnica para ser bem implementada precisa de prática, e pode ocorrer ao início algumas marcas indesejadas (assim, tenha cuidado ao experimentar a mesma com o seu amante).

Lembre-se que terá mais prazer durante o sexo, se o seu parceiro respeitar os seus limites e vice-versa.

Frisamos apenas que uma das principais vantagens do Shibari passa essencialmente pelo fato de a corda ficar interlaçada no seu corpo, acaba por estimular vários pontos ligados à energia sexual.

Assim, consegue tirar muito mais prazer desta fantasia. Quando começar a praticar o Shibari, partilhe connosco a sua opinião. Temos a certeza que irá adorar.

Veja Também

Carros e mulheres sexys

Sexo no carro – 8 posições que garantem o prazer

Quem nunca fez sexo no carro? Provavelmente devem ser poucas as pessoas que nunca passaram …