Início / Testemunhos Infiéis / Resolvi casar com a amante – o testemunho do António

Resolvi casar com a amante – o testemunho do António

Resolvi casar com a amante - o testemunho do AntónioHoje apresentamos-lhe o testemunho do António com o mote “Resolvi casar com a amante ”. Não é um tema muito comum, e por esse mesmo motivo partilhamos o mesmo consigo.

É importante frisar que os nomes e localizações constantes neste testemunho foram propositadamente alteradas de forma a manter a privacidade de todos os intervenientes.

Casar com a amante foi a melhor decisão que tive

“Boa tarde a todos, o meu nome é António e resolvi partilhar convosco o meu testemunho pelo facto de o mesmo ser um pouco diferente das histórias que ouvimos por aí.

Quando conheci a Cláudia estava noivo e iria casar-me no ano seguinte. Embora na altura achasse que a Joana era o amor da minha vida, depois de conhecer melhor a Cláudia percebi que estava enganado.

Eu e a Cláudia trabalhávamos na mesma empresa, mas em departamentos diferentes que ficavam em pisos distintos, por isso poucas vezes nos tínhamos cruzado e nunca tínhamos falado.

Tudo mudou na festa de 25 anos da empresa onde trabalho, onde eles organizaram um evento gigante que decorreu o fim de semana todo no Porto.

No jantar da primeira noite, acabei por me sentar perto dela, e começamos a falar. Não lhe disse que estava noivo, porque também não vi a necessidade de o fazer. Passei o fim de semana todo com ela (sem acontecer nada, simplesmente como se fossemos dois amigos).

Ela era de longe a mulher mais interessante com quem já tinha falado. Debatemos todos os temas e mais alguns, rimos imenso, e ficamos a conhecer-nos muito bem. Quando voltamos à rotina, começamos a ir almoçar os dois no refeitório da empresa e cada vez estávamos mais próximos.

Houve um dia que não resisti mais e beijei-a. Ele disse-me nessa altura que também se sentia atraída por mim, mas que não tinha avançado por receio, e porque já lhe tinham dito que eu ia casar no ano seguinte e ela não tinha nenhuma intenção de se magoar.

Expliquei-lhe que sim, que estava de casamento marcado, mas que o que estava a começar a sentir por ela não tinha explicação e não se comparava ao que sentia quando estava com a Joana.

Começamos a sair cada vez mais vezes e obviamente ela começou a ser a minha amante. Quando fizemos 3 meses juntos, eu perguntei-lhe o que é que ela sentia e se achava que se eu não me cassasse poderíamos ter um futuro juntos.

Ela disse-me que achava que sim, mas que não conseguia garantir pois na verdade eu estava noivo e iria casar, sendo que nessa altura teríamos de nos separar.

Fui para casa e depois de muito pensar e dar voltas à situação, resolvi falar com a Joana, explicar-lhe o que estava a acontecer e cancelar o casamento, pois também não a queria magoar mais (ela ficou de rastos obviamente).

No dia seguinte disse à Cláudia que tinha cancelado o casamento e perguntei-lhe se ela queria namorar comigo. Ela respondeu sim, e isto foi há 5 anos atrás. Hoje posso dizer que resolvi casar com a amante e foi sem dúvida o melhor que fiz.”

Este foi o testemunho do António que nos explicar como a sua vida mudou do dia para a noite. Se quiser, partilhe também connosco o seu testemunho.

Envia uma mensagem

Por favor, preencha todos os campos e certifique-se de usar uma conta de e-mail válida, pois nós lhe enviaremos um e-mail de confirmação. Se depois de alguns minutos você não receber, verifique a pasta de spam, às vezes eles são desviados para lá.

Envia uma mensagem para o grupo

Veja Também

Festas de swing - Como mudaram a minha vida por completo

Festas de swing – Como mudaram a minha vida por completo

Hoje na comunidade Mulheres Infiéis apresentamos-lhe o testemunho da Paula, uma leitora do nosso blog …